Uso de la bicicleta como transporte alternativo: implicaciones de la cuestión cultural en la preservación del medio ambiente

Palavras-chave: Acidentes de trânsito, Ciclistas, Mobilidade Urbana, Sustentabilidade.

Resumo

Analisou-se a cultura da utilização da bicicleta como meio de transporte no município de Uberlândia. Realizou-se levantamento de dados por meio da observação de documentos e informações da Secretaria de Trânsito e Transportes, Universidade Federal de Uberlândia e Prefeitura local. Também foi aplicado um questionário eletrônico, com participação de 109 ciclistas. A falta de infraestrutura é um grave problema no município, que possui cerca de 98.119 metros de ciclovias e tem um alto índice de acidentes envolvendo ciclistas, o que faz com que a adesão ao uso da bicicleta seja diminuída. Conclui-se que a deficiência de infraestrutura cicloviária ocasionou um número elevado de acidentes. Desta forma, ficou acentuada a necessidade de discussões sobre ações que visem aumentar o uso da bicicleta e a necessidade de implantar medidas para diminuir as ocorrências de acidentes de trânsito envolvendo ciclistas.

 

Biografia do Autor

Adalci dos Anjos Ferreira, Universidade Brasil

Mestre em Ciências Ambientais pela Universidade Brasil, Fernandópolis, São Paulo. Possui graduação em Ciências pela Faculdade de Educação Ciências e Letras de Uberlândia e Especialização em Supervisão Escolar pela Faculdade Católica de Uberlândia.

Danila Fernanda Rodrigues Frias, Universidade Brasil

Doutor e mestre em Medicina Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (UNESP). Graduado em Medicina Veterinária pela Universidade Brasil. Professor titular do Curso de Mestrado em Ciências Ambientais, Universidade Brasil, Fernandópolis, São Paulo.

Referências

ANDRADE, S.M.; MELLO, J.M.H.P. Características das vítimas por acidentes de transporte terrestre em município da Região Sul do Brasil. Revista de Saúde Pública, v.34, n.2, p. 149-156, 2000.

ANTP. ASSOCIAÇÃO NACIONAL E TRANSPORTES PÚBLICOS. Sistema de Informações da Mobilidade Urbana. Relatório Geral 2012, Julho/2014. Disponible em: <http://files-server.antp.org.br/_5dotSystem/dowload/dcmDocument/2014/08/01/CB06D67E-03DD-400E-8B86-D64D78AFC553.pdfml> Acesso em: 12 out. 2019.

ARAUJO, M.C.V. Estudo de caso: Levantamento do perfil dos usuários das ciclovias de três Regiões Administrativas do Distrito Federal [monografia]. Brasilia: Centro Universitário de Brasília – UniCEUB; 2016.

BACCHIERI, G.; GIGANTE, D.P.; ASSUNÇÃO, M.C. Determinantes e padrões de utilização da bicicleta e acidentes de trânsito sofridos por ciclistas trabalhadores da cidade de Pelotas, Rio Grande do Sul, Brasil. Cadernos de Saúde Pública, v.21, n.5, p.1499-1508, 2005.

BASTOS, Y.G.L.; ANDRADE, S.M.; SOARES, D.A. Características dos acidentes de trânsito e das vítimas atendidas em serviço pré-hospitalar em cidade do Sul do Brasil, 1997/2000. Cadernos de Saúde Pública, v.21, n.3, p.815-822, 2005.

BIAZIN, D.T.; RODRIGUES, R.A. Perfil dos idosos que sofreram trauma em Londrina-Paraná. Revista da Escola de Enfermagem da USP, v.43, n.3, p.602-608, 2009.

DORA, C.; PHILLIPS, M. Transport, environment and health, Copenhagen: WHO Regional Publications, European Series. 2000. Disponible em: <http://www.euro.who.int/__data/assets/pdf_file/0003/87573/E72015.pdf> Acceso em: 20 nov. 2017.

GAWRYSZEWSKI, V. P. et al. Land transport injuries among emergency department visits in the state of São Paulo, in 2005. Revista de Saúde Pública, v.43, n.2, p.275-282, 2009.

IBGE. INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Diretoria de Pesquisas, Coordenação de População e Indicadores Sociais, Estimativas da população residente com data de referência 1º de julho de 2017. Disponible em: . Acceso em: 04 nov. 2019.

IPEA. INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA. Indicadores de mobilidade urbana da Pnad 2012. Brasília, 2013. (Comunicado do IPEA; n. 161). Disponible em: < http://www.ipea.gov.br/portal/images/stories/PDFs/comunicado/131024_comunicadoipea161.pdf>. Acceso em: 05 nov. 2019.

PEZZUTO, C.C. Fatores que influenciam o uso de bicicleta [disertación]. São Carlos: Universidade Federal de São Carlos/UFSCAR; 2002. 146 p.

PROVIDELO, J.K.; SANCHES, S.P. Percepções de indivíduos acerca do uso da bicicleta como modo de transporte. Revista Transportes, v. XVIII, n.2, p.53-61, 2010.

SIMONI, J.H. et al. Conflito entre pedestre e ciclovia: um estudo de caso da Avenida Mandacarú em Maringá – PR. Revista Eletrônica em Gestão, Educação e Tecnologia Ambiental, v.19, n.2, p.587-594, 2015.

SOUSA, C.A.M.; BAHIA, C.A.; CONSTANTINO, P. Análise dos fatores associados aos acidentes de trânsito envolvendo ciclistas atendidos nas capitais brasileiras. Ciência & Saúde Coletiva, v. 21, n.12, p.3683-3690, 2016.

Publicado
2020-10-05