Apontamentos acerca da busca pela felicidade na contemporaneidade

Palavras-chave: Felicidade, Sentido, Sabedoria, Busca.

Resumo

A felicidade é considerada um tema bastante difundido, da Antiguidade ao presente. Refletir sobre ela faz-se extremamente necessário, visto que sobre a felicidade muito se incentiva desordenadamente, mas pouco se pensa. O objetivo principal deste estudo é propor uma reflexão sobre a busca pela felicidade, a fim de conduzir o leitor ao ponto de partida do caminho de conquista da própria felicidade. Pretende-se utilizar pesquisa bibliográfica a partir de obras disponibilizadas nos meios virtual e impresso, como metodologia para o cumprimento da referida proposta. Defronte aos objetivos, foi possível chegar a algumas considerações, delas são destacadas três: 1) Tal busca propriamente dita, sem antes verificar outras questões pertinentes, mostra-se ineficaz; 2) É inerente ao ser humano o desejo de uma felicidade duradoura, mesmo que aparentemente ela não exista; 3) A felicidade pode estar fundamentada na posse da sabedoria e no conhecimento do sentido; nessas duas coisas, a felicidade torna-se uma consequência.

Biografia do Autor

Valbercley da Graça Almeida, Centro Universitário Claretiano

Pós-graduando em Marketing Digital pela Faculdade Venda Nova do Imigrante (FAVENI). Graduado em Filosofia (licenciatura) pelo Centro Universitário Claretiano.

Cesar Augusto Veras, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Pós-Graduado em Docência no Ensino Superior e bacharel em Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Cursando extensão universitária em Marketing Pessoal na UCDB.

Pedro Pereira Borges, Universidade Católica Dom Bosco (UCDB)

Doutor e mestre em Ciências Sociais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Graduado em Pedagogia e Filosofia pela Universidade Católica Dom Bosco (UCDB). Graduado em Teologia pelo Instituto Santo Tomás de Aquino de Belo Horizonte (Ista) e pela Università Pontificia Salesiana di Roma (UPS-Roma). Diretor-presidente da Fundação Dom Bosco. Professor no Programa de Pós-Graduação Mestrado e Doutorado em Desenvolvimento Local da UCDB.

Referências

AGOSTINHO, Santo. Soliloquia. Tradução de Adaury Fiorotti. São Paulo: Paulus, 1998a. (Coleção Patrística).

AGOSTINHO, Santo. De beata vita. Tradução de Nair de Assis Oliveira. São Paulo: Paulus, 1998b. (Coleção Patrística).

AUDINO, Tatiana Fagundes. O imperativo da felicidade na contemporaneidade. 2015. Dissertação (Mestrado em Teoria Psicanalítica) – Universidade Federal do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2015. Disponível em: http://teopsic.psicologia.ufrj.br/arquivos/documentos/2105E949B472D3E4924701956D109B14.pdf. Acesso em: 17 maio 2019.

CEBRID. Ansiolíticos ou tranquilizantes? São Paulo: Unifesp, [s.d.]. Disponível em: https://www2.unifesp.br/dpsicobio/cebrid/quest_drogas/ansioliticos.htm. Acesso em: 26 abr. 2019.

CORREIA, Joana Paula Pereira. Maniqueísmo: religião, seita ou heresia? In: SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 17., 2013, Natal, RN. Anais [...]. Natal/RN: Anpuh Brasil, 2013. Disponível em: http://www.snh2013.anpuh.org/resources/anais/27/1371264028_ARQUIVO_ArtigoAnpuhNatal.pdf. Acesso em: 21 maio 2019.

COSTA, Eduardo. Waffen-SS: a tropa de elite de Hitler. 2013. Monografia (Graduação em História) – Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2013. Disponível em: https://core.ac.uk/download/pdf/30399227.pdf. Acesso em: 5 maio 2019.

FRANKL, Viktor Emil. Em busca de sentido: um psicólogo no campo de concentração. Tradução de Walter O. Schlupp e Carlos C. Aveline. Porto Alegre, RS: Sulina, 1987.

FRANKL, Viktor Emil; LAPIDE, Pinchas. A busca de Deus e questionamentos sobre o sentido. Tradução de Márcia Neumann. Petrópolis, RJ: Vozes, 2014.

PECORARO, Rossano. Niilismo. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2007.

SPONVILLE, André. Apresentação da filosofia. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2002. Disponível em: http://abdet.com.br/site/wp-content/uploads/2014/10/Apresentação-da-Filosofia.pdf. Acesso em: 22 abr. 2018.

SPONVILLE, André. A felicidade, desesperadamente. Tradução de Eduardo Brandão. São Paulo: Martins Fontes, 2001. Disponível em: http://abdet.com.br/site/wp-content/uploads/2014/10/A-Felicidade-Desesperadamente.pdf. Acesso em: 22 out. 2018.

Publicado
2020-10-05